Hillary ataca Sanders após derrota em New Hampshire

WASHINGTON, 12 FEV (ANSA) - Vendo sua vantagem ficar cada vez menor, a ex-secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton voltou a atacar o senador Bernie Sanders no último debate entre pré-candidatos democratas, realizado na noite da última quinta-feira, dia 11.   

Após a vitória do socialista nas primárias em New Hampshire, Hillary atacou com mais firmeza algumas das propostas de campanha do rival, dizendo que "não devemos fazer promessas que não podem ser cumpridas". Sanders quer, entre outras coisas, tornar gratuito o acesso ao sistema de saúde e ao ensino superior no país e uma das táticas da rival é desacreditá-lo, dizendo que ela está mais preparada para lidar os Estados Unidos.   

"Lutei toda minha vida para garantir que a cobertura de saúde fosse um direito para todas as pessoas", disse Sanders. "Todos os economistas liberais que analisaram isso dizem que os números não batem", rebateu Hillary. "Disse muitas vezes que não estou pedindo às pessoas que me apóiem porque sou uma mulher, mas porque sou a pessoa mais qualificada, experiente e pronta para ser presidente e comandante-chefe", apontou a esposa do ex-presidente Bill Clinton.   

Outra questão de conflito foi o legado do presidente Barack Obama. Hillary, tida como sua sucessora, procura se aproximar cada vez mais do chefe de Estado e disse que o mandatário não recebe o crédito que merece, enquanto Sanders defende que ele deveria ter ido além durante seu governo.   

"O tipo de críticas que ouvimos do senador Sanders sobre o nosso presidente é esperado dos republicanos, não vindo de alguém que espera no futuro o suceder na Presidência", criticou.   

Sanders respondeu que considerou a declaração um golpe baixo.   

"Um de nós concorreu contra o Presidente. Eu não fui esse candidato", disse, sobre a corrida presidencial de 2008, quando ela disputou a nomeação democrata com Obama.   

Os dois tentam se aproximar do voto de imigrantes e latino-americanos, que podem mudar os rumos das eleições, e concordaram sobre pontos sobre a reforma das leis de imigração, pedindo uma legislação mais abrangente. Sanders venceu as primárias em New Hampshire no começo da semana com um pouco mais de 20% dos votos, após Hillary sair vitoriosa em Iowa com um resultado bastante apertado.   

As próximas primárias acontecem em 20 de fevereiro na Carolina do Sul. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos