Contra Trump, Bush entra em campanha a favor de Jeb

WASHINGTON, 16 FEV (ANSA) - Em meio à crescente popularidade do magnata e pré-candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, o ex-presidente George W. Bush resolvou entrar na campanha política para defender o nome de seu irmão, Jeb Bush, que concorre nas primárias do partido. "A nação quer um líder forte. É necessário nomear um candidato que vença em novembro. Jeb tem a experiência e o caráter necessário para ser um bom presidente", disse o ex-mandatário. Foi a primeira vez que Bush se pronunciou diretamente sobre questões políticas desde que terminou seu mandato, em 2008, quando preferiu se refugiar em um rancho no Texas e se dedicar à pintura. O ex-presidente também fez uma crítica direta a Trump. "Entendo que os norte-americanos estão com raiva e frustrados, mas precisamos de alguém no Salão Oval que reflita nossa raiva e nossa frustração", comentou, respondendo às declarações de Trump que acusavam Jeb de ser ineficiente e frágil e Bush de ter provocado a guerra no Iraque e a retaliação com o ataque às Torres Gêmeas.   

Nas primárias de New Hampshire, Trump saiu vitorioso, apesar de ter pedido para Ted Cruz na semana anterior, em Iowa. As próximas primárias ocorrerão na Carolina do Sul.   

De acordo com as últimas pesquisas de intenção de voto, Trump lidera as pesquisas na Carolina do Sul pelo Partido Republicano, com 38% das preferências. Ted Cruz tem 18%, seguido de Marco Rubio (14%), Ben Carson (8%), John Kasich (7%) e Jeb Bush (4%).   

Já a ex-primeira-dama e ex-secretária de Estado Hillary Clinton aparece na frente entre os democratas, com 50%, contra os 40% de Bernie Sanders. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos