Deslocamento de mísseis da China amplia tensão na região

ROMA, 17 FEV (ANSA) - A China teria instalado um potente sistema de lançadores de mísseis, além de um radar, na ilha de Woody, cuja soberania é disputada com países da região, apontam imagens de satélite divulgadas pela imprensa norte-america.   

A ação é mais um passo na militarização do Mar do Sul da China e, apesar de Pequim negar o deslocamento, a notícia foi confirmada por autoridades de Taiwan.   

O ministro de Relações Exteriores da China, Wang Yi, disse que a imagens, obtidas pela emissora Fox News no último dia 14, se tratam de invenções da imprensa ocidental.   

Fotos tiradas dias antes, no último dia 3, mostram a mesma região sem os armamentos, no entanto.   

Caso seja confirmado, o deslocamento de mísseis pode aumentar as já grandes tensões no Mar do Sul da China.   

A Ilha de Woody é muito rica em petróleo e sua soberania é disputada por Vietnã e Taiwan.   

Desde 2013, forças militares chinesas vêm ampliando sua atuação na região, especialmente em ilhas artificiais localizadas em águas internacionais do Mar do Sul da China disputadas por diversos países da região.   

A militarização da região é uma grande preocupação para as autoridades de Washington. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos