Papa pede aos jovens que não se 'entreguem' ao tráfico

MORELIA, 17 FEV (ANSA) - Em uma missa que reuniu mais de 50 mil jovens, o papa Francisco pediu que eles "não se entreguem" ao tráfico e se "atrevam a sonhar" com uma vida digna.   

"É mentira que a única forma possível de viver, de poder ser jovem, é deixar a vida nas mãos do narcotráfico ou de todos aqueles que a única coisa que fazem é semear a destruição e a morte. Isso é mentira", declarou o Pontífice aos jovens da cidade de Morelia, no México, na tarde desta terça-feira (16).   

Lembrando que muitas pessoas no país "não sentem seus direitos reconhecidos", o sucessor de Bento XVI recordou que é "difícil" crescer sem ter as oportunidades de estudo e formação. Mas, condenando a cultura do descarte, ressaltou que os jovens não podem ser iludidos de que sucesso é apenas ter dinheiro para comprar "roupas de marca e os últimos lançamentos da moda".   

Para ter a alegria plena e conquistar objetivos verdadeiros é preciso ter Jesus, segundo o Pontífice. "A vitória não está em não cair, mas em não permanecer caído. Essa é a arte! E quem é o único que pode agarrar a sua mão para que não permaneças caído? É Jesus, o único!", disse.   

Jorge Mario Bergoglio estendeu seu pedido também aos religiosos, alvos frequentes de ameaças e de assassinatos de grupos criminosos que atuam em um dos estados mais violentos do país.   

Para o líder católico, é preciso que padres e bispos não tenham "resignação" para encarar a violência local e dar seu testemunho de Jesus Cristo.   

"Que tentação pode vir de ambientes muitas vezes dominados pela violência, pela corrupção e pelo tráfico de drogas? Nesta realidade, podemos ser vencidos pela arma favorita do diabo, que é a resignação. Além de nos fazer temer, ela nos entrincheira em nossas sacristias e em uma aparente segurança", destacou.   

O estado de Michoácan, cuja Morelia é a capital, é famoso internacionalmente pela violência. Dominado pelo cartel "Os Cavaleiros Templários", episódios de assassinatos em massa - e também de religiosos - são bastante comuns. Na última década, de acordo com dados da diocese mexicana, cerca de 40 religiosos foram mortos pelo grupo.   

- Último dia da viagem: Nesta quarta-feira (17), o papa Francisco inicia seu último dia de viagem pelo México. A data será voltada para ações em Ciudad Juárez, cidade que fica muito próxima à fronteira com os Estados Unidos, sendo repleto de ações de simbólicas.   

O primeiro compromisso será uma visita ao presídio local, às 14h30 (hora de Brasília). De lá, o Pontífice participará de um encontro com representantes trabalhistas e tra no colégio de Bachilleres, às 16h. À noite, às 20h, o sucessor de Bento XVI celebrará uma missa na cidade e seguirá para os cumprimentos às 22h.   

O local em que a missa será realizada tem grande valor histórico. O parque El Chamizal foi alvo de disputa entre mexicanos e norte-americanos até o ano de 1968, por ser próximo a um rio que corta a região. O ponto também é conhecido como uma das principais portas de entrada de imigrantes ilegais mexicanos nos Estados Unidos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos