Projeto para Roma sediar Olimpíadas de 2024 é apresentado

ROMA, 17 FEV (ANSA) - O Comitê Olímpico Roma 2024 apresentou nesta quarta-feira (17) um projeto detalhando os benefícios econômicos que a capital italiana terá se conseguir sediar o evento.   


Segundo cálculos dos organizadores, os Jogos Olímpicos poderão proporcionar a criação de 177 mil novos postos de trabalho - dos quais 48 mil diretamente ligados à preparação das Olimpíadas - e ajudarão a fazer com que o Produto Interno Bruto (PIB) do país cresça 2,4% no período pré-evento, entre os anos de 2017 e 2023.   


Os custos para sediar o evento são estimados em 5,3 bilhões de euros enquanto os benefícios provenientes da renda gerada por patrocínios, merchandising, venda de ingressos e contribuição do Comitê Olímpico Internacional (COI) chegará a 3,2 bilhões de euros.   


"A candidatura de Roma para sediar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2024 é um desafio que exige a capacidade de executar projetos do país, que coloca à prova a visão, a qualidade e os recursos", escreveu o presidente da Itália, Sergio Mattarella, em carta para o presidente do Comitê Olímpico Roma 2024, Luca di Montezemolo, e ao presidente da Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), Giovanni Malagò.   


O projeto terá três pólos esportivos - no Foro Italico, Tor Vergata e Fiera di Roma - com 70% dos centros já construídos e contará, claro, "com a grande beleza" do Coliseu e dos Foros Romanos para ser cenários de provas ao ar livre.   


Esses são dois dos pontos fortes do dossiê apresentado hoje, que ainda lembra a riqueza cultura da "cidade eterna" e o cenário "único" que ela oferece. De acordo com os organizadores, o projeto se baseará nos princípios da "unidade, transparência, legalidade e sobriedade".   


Traduzindo em números, se Roma vencer a disputa contra Paris, Budapeste e Los Angeles, a contribuição do evento para a economia da região de Lazio, onde fica a capital italiana, pode alcançar um valor adjunto de 14,5 bilhões de euros - contra 10,6 bilhões sem os Jogos - com uma renda líquida de 3,6 bilhões de euros.   


Somente a renda das famílias, na questão sobre os dados sobre impacto no período de trabalhos, é quase 3 bilhões de euros superior com o evento (10,7 bilhões de euros contra 7,8 bilhões de euros).   


Outro número positivo apresentado pelo Comitê é que cerca de 90 mil empregos serão gerados na década pós-Olimpíadas pela melhoria na infraestrutura local e da expansão dos serviços e da atividade econômica correlacionadas.   


- Hino: Malagò ainda confirmou que o hino para as Olimpíadas será criado pelo compositor Ennio Morricone, indicado seis vezes ao Oscar e detentor de vários prêmios internacionais. "Será o hino que nos acompanhará até o fim de setembro de 2017, quando será decidida a cidade que sediará os Jogos de 2024", ressaltou o dirigente.   


- Los Angeles divulga logo: Na disputa com Roma, Paris e Budapeste, a cidade de Los Angeles divulgou o logo para tentar sediar os Jogos Olímpicos de 2024.   


Com o lema "Siga o Sol", a imagem apresenta um anjo iluminado.   


Essa é a terceira vez que a cidade norte-americana se candidata às Olimpíadas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos