PUBLICIDADE
Topo

Parmesão norte-americano pode conter madeira na composição

22/02/2016 17h03

SÃO PAULO, 22 FEV (ANSA) - Alguns norte-americanos receberam recentemente uma notícia completamente inesperada de que os queijos consumidos por eles podem ter madeira na sua composição.   


Segundo a publicação "Bloomberg", agentes da Food and Drug Administration, a FDA, - órgão do governo dos Estados Unidos que regulamenta alimentos e medicamentos no país - fizeram uma visita à empresa Castle Cheese Inc., no estado na Pensilvânia.   


A companhia, que afirma produzir um queijo "100% parmesão", usava polpa de madeira há cerca de 30 anos ao invés do real queijo italiano.   


De acordo com a agência de notícias, os alimentos analisados dessa e de outras empresas continham uma grande porcentagem de celulose, substância encontrada na madeira e que tem a função de dar rigidez e firmeza às plantas.   


Nos queijos, a celulose bloqueia a umidade dando uma consistência mais cremosa, mas firme. O uso desse antiaglutinante é considerado aceitável entre os níveis de 2% e 4%. No entanto, nas empresas fiscalizadas pela FDA esse número chegou até 8,8%. Em relação especificamente à Castle Chesse Inc., sua presidente, Michelle Myrter, pode ficar até 1 ano na prisão e pagar uma multa de US$ 100 mil. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.