Irmão mais velho de Fidel Castro morre aos 91 anos

HAVANA, 23 FEV (ANSA) - O irmão mais velho do ex-líder cubano Fidel Castro, Ramón, faleceu aos 91 anos, informou nesta quarta-feira, dia 24, a imprensa local.   

Nascido em 1924, Ramon foi prisioneiro do regime de Fulgêncio Batista, derrubado por Fidel em 1959. "Após o triunfo da revolução, ele atuou em diversos ramos ligados ao setor agropecuário" e chegou a ser nomeado conselheiro do Ministério de Agricultura e do Açúcar, como destacou o site "Cubadebate".   

Conhecido como "Mongo", ele se afastou da vida pública do país em seus últimos anos de vida.   

Pouco se sabe de sua vida pessoal, apenas que era casado, que teve dois filhos, Ramon Omar Castro e Angel Castro, e que cultivou o hábito de fumar até os últimos dias de sua vida.   

Fidel largou o vício em 1986.   

Após Angela, morta em 2012 aos 88 anos, Ramon é o segundo filho do casal Angel Castro e Lina Ruz, que tiveram sete crianças.   

O atual líder de Cuba, Raúl Castro, que sucedeu Fidel na Presidência em 2008, é o quarto filho, nascido após o ex-presidente. A família Castro é conhecida por sua longevidade. Além de Ramon, que morreu com 91 anos, eles têm uma tia que viveu mais de um século. Fidel completará nove décadas de vida em agosto. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos