'Super Terça' acirra corrida eleitoral nos EUA

NOVA YORK, 1 MAR (ANSA) - O processo eleitoral norte-americano chega a uma de suas etapas mais importantes hoje (1) quando acontece a "Super Terça", dia em que são realizadas prévias no maior número de estados e territórios de toda a campanha. Os principais pré-candidatos, a democrata Hillary Clinton e o republicano Donald Trump, vêem a oportunidade de concretizar suas indicações.   

Os resultados da "Super Terça" costumam ter grande peso na decisão do candidato presidencial. Nenhuma outra etapa das prévias elege tantos delegados, dando um panorama claro da situação de cada pré-candidato. Além disso, pré-candidatos nanicos devem sofrer pressão para deixar a corrida eleitoral após esse dia. Em nível nacional, entre os democratas, a ex-secretária de Estado está quase 20 pontos a frente do senador socialista Bernie Sanders, com 55% das intenções de voto, contra 38%, segundo pesquisa da "CNN". O magnata teria 49% do apoio dos republicanos, comparado com 16% de Marco Rubio e 15% de Ted Cruz. Republicanos consideram a indicação de Trump problemática, especialmente por conta de suas declarações polêmicas.   

Recentemente ele citou nas redes sociais uma frase do ditador italiano Benito Mussolini. Além disso, ele defende a construção de um muro na divisa com o México para evitar a passagem de imigrantes ilegais.   

Em outra sondagem da CNN/ORC, divulgada hoje, foi revelado que tanto Hillary Clinton quanto seu rival Bernie Sanders venceriam Trump nas eleições.   

Eles teriam mais dificuldades em pleito contra os republicanos Marco Rubio e Ted Cruz, mas ainda sairiam ganhadores; Prévias - Na "Super Terça" deste ano acontecem primárias democratas e republicanas simultaneamente em Alabama, Arkansas, Geórgia, Massachusetts, Minnesota, Oklahoma, Tennessee, Texas, Vermont e Virginia. Os republicanos ainda irão realizar um caucus, uma espécie de assembleia para decidir o voto de uma região, no Alaska. Os democratas farão o mesmo no Colorado e realizarão primárias, que funcionam como eleições comuns, na Samoa Americana. Neste ano, serão eleitos mais de 860 delegados democratas e mais de 660 delegados republicanos, que, durante a convenção nacional de cada partido representarão os resultados das prévias. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos