UE deve propor 700 milhões de euros para crise de refugiados

BRUXELAS, 01 MAR (ANSA) - A Comissão Europeia deverá propor nesta quarta-feira (2) um regulamento para medidas de apoio financeiro para "operações de socorro humanitário" no bloco.   

A ANSA teve acesso a um rascunho que prevê 700 milhões de euros (R$ 3 bilhões) em três anos para enfrentar as "crescentes necessidades humanitárias" na União Europeia por causa da crise de refugiados. Desse total, 300 milhões serão alocados em 2016, 200 milhões, em 2017, e 200 milhões, em 2018.   

O documento destaca a importância de aprovar a proposta rapidamente, ainda mais por conta da chegada da primavera boreal e do provável aumento do número de solicitantes de refúgio entrando no bloco. O fundo, que também será destinado a outras emergências humanitárias, precisará ser chancelado pelo Conselho Europeu, órgão que reúne os líderes de todos os países do bloco.   

Desde o início de 2016, mais de 120 mil imigrantes ilegais chegaram à Europa pelo mar, sendo cerca de 112 mil por meio da Grécia e quase 9 mil via Itália. Além disso, pelo menos 418 pessoas morreram tentando completar a travessia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos