Em novo apelo, Papa pede ajuda para refugiados

CIDADE DO VATICANO, 2 MAR (ANSA) - O papa Francisco pediu hoje, dia 2, a "busca pela justiça" e a solidariedade com os "refugiados que desembarcam na Europa e não sabem para onde ir", em meio à maior crise imigratória já registrada no continente desde a II Guerra Mundial.   

"Busquem a justiça, socorram o oprimido, os órfãos, defendam a causa da viúva, pensem em todos os refugiados", disse na audiência geral desta quarta-feira.   

"A misericórdia de Deus é oferecida a todos e estas palavras valem também hoje para todos nós que fomos chamados para viver como filhos de Deus".   

No último domingo, o Pontífice já havia pedido durante o Angelus que a Europa não deixe a Grécia, uma das maiores portas de entrada dos imigrantes, sozinha.   

Desde que assumiu a liderança da Igreja Católica, em março de 2013, o papa Francisco faz apelos de ajuda aos imigrantes. Um de seus primeiros compromissos como Pontífice foi visitar a ilha italiana de Lampedusa, no Mar Mediterrâneo, onde diariamente dezenas de embarcações com imigrantes tentam chegar ao continente europeu. Dinheiro - O papa Francisco também disse durante audiência geral no Vaticano, que "o povo de Deus, isto é, a Igreja, não precisa do dinheiro sujo" que vem de criminosos. "Penso em alguns benfeitores da Igreja, com boas ofertas, mas que são fruto do sangue de tantas pessoas abusadas, maltratadas, escravizadas, com o trabalho mal pago". Segundo ele, os religiosos não necessitam deste dinheiro "mas de corações abertos à misericórdia de Deus". "É preciso se aproximar de Deus com mãos puras, evitando o mal e praticando o bem e a Justiça". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos