Euro 2016 poderá ter estádios fechados por ameaça terrorista

ROMA, 2 MAR (ANSA) - A 100 dias do início da Eurocopa 2016, os organizadores do torneio admitiram hoje (2) pela primeira vez que alguns jogos de futebol poderão ocorrer a portas fechadas nos estádios, sem público, devido ao risco crescente de atentados terroristas. Segundo fontes ouvidas pela ANSA, a delegação italiana estaria entre um dos possíveis alvos de ataques. Também foi apurado que as autoridades de segurança e inteligência internacionais colocarão agentes franceses antiterrorismo dentro de centros de treinamento e alojamentos. O diretor de torneios da Uefa, Martin Kallen, afirmou que a segurança será a prioridade absoluta para a Eurocopa 2016 e que, caso haja suspeita de ataque, os jogos serão transferidos de cidade e fechados ao público. "Nós adiaríamos a partida para o dia seguinte ou, no máximo, para dois dias depois. Ou, numa situação ideal, o jogo será realizado três horas antes do previsto, com ou sem espectadores, o que ainda está sendo analisado", disse Kallen à imprensa alemã. A Eurocopa 2016 será disputada entre os dias 10 de junho e 10 de julho, na França, país que no ano passado sofreu uma série de atentados terroristas. Em janeiro, um massacre ocorreu dentro da redação do jornal satírico "Charlie Hebdo", em Paris. Meses depois, jihadistas do Estado Islâmico cometerem uma série de ataques simultâneos na capital francesa, na noite de 13 de novembro, matando 130 pessoas. Um dos alvos foi o Stade de France, a arena que irá sediar a partida inicial da Euro 2016, que será disputada por 24 seleções. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos