Socialista fracassa em votação de novo governo na Espanha

MADRI, 02 MAR (ANSA) - O Congresso dos Deputados da Espanha rejeitou nesta quarta-feira (2) o governo liderado pelo secretário-geral do Partido Socialista Operário Espanhol (Psoe), Pedro Sánchez, que tem uma aliança com a legenda de centro-direita Ciudadanos (Cidadãos).   

O candidato a primeiro-ministro conseguiu apenas os 130 votos das duas agremiações, mas 219 deputados ficaram contra seu gabinete. Uma parlamentar se absteve. Sánchez precisava do apoio de 176 congressistas, só que para isso necessitava de pelo menos uma parte do conservador Partido Popular (PP), do premier Mariano Rajoy, ou do esquerdista Podemos. Juntas, as duas legendas possuem 187 cadeiras.   

Com isso, o líder do Psoe passará por uma nova votação na próxima sexta-feira (4), quando precisará de maioria simples (que descarta as abstenções) para assumir o governo. Ele espera convencer o Podemos a se abster para assim não se tornar o primeiro candidato a premier da história da Espanha a ser rejeitado pelo Parlamento.   

Tanto o PP quanto o Podemos são contra a aliança entre Psoe e Ciudadanos, que provoca restrições tanto à direita quanto à esquerda. A Espanha está sem governo desde as eleições de dezembro, quando Mariano Rajoy saiu vitorioso, mas sem apoio suficiente para continuar no poder.   

Após semanas de negociações, o primeiro-ministro desistiu do encargo, e o rei Felipe VI convocou Sánchez para tentar estabelecer um gabinete. Se o impasse persistir, o monarca poderá convocar um novo pleito para 26 de junho. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos