'Super Terça' consolida favoritismo de Trump e Hillary

SÃO PAULO, 2 MAR (ANSA) - Como era esperado pelas projeções, o magnata Donald Trump foi o grande vencedor das primárias republicanas realizadas nesta terça-feira (1), a chamada "Super Tuesday", quando eleitores votaram em 11 estados. O empresário venceu em sete deles. A surpresa ficou por conta do senador Ted Cruz, que conquistou três estados. Já o senador pela Florida Marco Rubio, que era visto como uma das principais esperanças para reduzir o poder de Trump nas prévias republicadas, venceu em um estado, Minnessota. Trump venceu em Alabama, Arkansas, Virginia, Vermont, Massachusetts, Tennessee e Georgia. Cruz, por sua vez, consolidou-se no Texas, estado pelo qual é senador, Alaska e Oklahoma. Com Alabama, Arkansas, Georgia e Tennessee, Trump demonstrou deter um forte apoio no sul do país e também no nordeste, tradicionalmente mais liberal. Trump focou no Alabama durante sua campanha e, nas últimas semanas, as pesquisas de intenção de voto apontavam que o magnata possuía o apoio de evangélicos, os quais tinham propensão a votar em Cruz. Já em Massachusetts, no nordeste do país, Trump se focou em um discurso populista destinado à classe trabalhadora das menores cidades do estado. De acordo com especialistas políticos, que chamam a situação de "fenômeno Trump", centenas de eleitores democratas se tornaram republicanos ou independentes para votar no magnata nas primárias. Na Virginia, a disputa entre Trump e Rubio foi acirrada, mas o magnata ficou com a maioria dos votos.   

Na convenção republicana de Cleveland, em julho, vence o candidato que tiver 1.237 delegados nas prévias, de um total de 2.472. Somente na Super Terça, foram disputados 595 delegados. Antes, os estados de Iowa, Nevada, New Hampshire e Carolina do Sul já tinham realizado primárias. Com exceção de Iowa, onde Cruz venceu, Trump saiu vitorioso em todos. Apesar da matemática não favorecer Rubio, ele indicou que não abandonará a corrida presidencial. "Eu vou fazer campanha o tempo que for necessário para que possa ser o próximo presidente dos Estados Unidos", disse. Já Trump fez um discurso de vitória e aproveitou para alfinetar Rubio. "Foi uma grande noite. Parabenizo Ted Cruz pela vitória no Texas. Para Rubio, porém, foi uma noite dura, porque ele gastou muito dinheiro", disse o magnata, referindo-se aos custos das campanhas para as prévias. Democratas - Hillary Clinton confirmou o favoritismo e ampliou sua liderança sobre Bernie Sanders na disputa pela indicação democrata para a Casa Branca. Dos 11 estados em disputa nas primárias do partido nesta "Super Terça", a ex-secretária de Estado venceu em sete deles, disparando na frente do senador por Vermont. Em seu discurso de vitória, Hillary já se posicionou em uma disputa contra os republicanos e seu provável nomeado, Donald Trump, e não se preocupou em criticar Sanders, a quem elogiou por seu "forte desempenho" em uma das datas mais importantes da corrida eleitoral nos Estados Unidos. "Está claro que as apostas nesta eleição nunca foram tão altas. E a retórica que nós temos ouvido no outro lado nunca foi tão baixa", declarou a ex-primeira-dama durante um comício no Texas, estado que mais entregou delegados nesta terça-feira (1º), com 252. A cada vez mais favorita pré-candidata democrata ainda ironizou o principal bordão de Trump, "Make America great again" ("Faça a América ser grande de novo", em tradução livre), e pregou a união entre os norte-americanos. "Nós sabemos que ainda temos muito trabalho por fazer. Não é para fazer a América grande novamente. A América nunca deixou de ser grande. Nós temos de tornar a América inteira", disse. Dos 11 estados que participaram das primárias democratas nesta terça, Hillary venceu em Alabama, Arkansas, Georgia, Massachussets, Tennessee, Texas e Virginia.   

Apesar de sua forte ascensão nos últimos meses, Sanders venceu em apenas quatro estados, Colorado, Minnesota, Oklahoma e em Vermont. No estado que representa no Senado, a vitória do socialista foi esmagadora, com quase 90% dos votos. No entanto, Vermont distribui apenas 26 delegados, tendo pouco impacto na corrida presidencial. Um resultado importante para o senador foi a vitória em Oklahoma - a sua primeira em um estado sulista -, onde superou Hillary por mais de 10 pontos. Em seu pronunciamento após o triunfo em Vermont, Sanders prometeu levar sua campanha para todas as regiões do país que não fizeram ainda suas prévias, indicando que não pretende desistir tão cedo da briga. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos