Itália tem maior queda de lotação carcerária na Europa

ROMA, 08 MAR (ANSA) - Apesar de ainda possuir um dos sistemas penitenciários mais superlotados da Europa, a Itália é a nação do continente que teve a maior queda em sua população carcerária entre 2013 e 2014: 17,8%.   

O dado foi divulgado nesta terça-feira (8) pelo Conselho da Europa, organização independente sediada em Estrasburgo (França) e que luta pelos direitos humanos na região, e evidencia uma tendência de melhora nas prisões italianas.   

Atualmente, a Itália é a 11ª colocada entre os 47 membros da instituição no ranking de superlotação de cadeias, com 110 detentos para cada 100 vagas disponíveis - a média europeia é de 94. No entanto, esse número era de 148 em 2013. "A Itália estava na lista negra de superlotação carcerária e agora vira modelo para outros países", comemorou no Twitter o ministro da Justiça Andrea Orlando.   

Segundo o estudo do Conselho da Europa, que é feito todos os anos, a melhora foi alcançada graças a algumas mudanças na legislação que permitiram a redução do número de presidiários.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos