Corpos de italianos mortos na Líbia chegam a Roma

ROMA, 10 MAR (ANSA) - Chegaram na madrugada desta quinta-feira (10) os corpos dos italianos Salvatore Failla e Fausto Piano, mortos na Líbia no último dia 2 em um tiroteio. No aeroporto de Fiumicino, estavam presentes os familiares das vítimas e o ministro das Relações Exteriores, Paolo Gentiloni.   

Ainda hoje, os cadáveres passarão por autópsia no Policlínico Gemelli, em um pedido dos investigadores e das famílias dos italianos. Isso porque as vítimas já passaram por uma autópsia na Líbia, causando a ira dos parentes de Failla que afirmam que eles "foram assassinados duas vezes".   

O rito fúnebre religioso durou cerca de 30 minutos na pista do aeroporto, sendo a primeira vez que o local abriga uma cerimônia de longa duração. Os presentes ficaram no mais absoluto silêncio, sem gritos ou choro, apenas uma dor comovente dos parentes de ambos. Ao fim do rito, o sacerdote abençoou os caixões e os familiares.   

O repatriamento dos corpos ocorre uma semana após o tiroteio que matou Failla e Piano e é o fim de uma longa negociação considerada "complicada" por Gentiloni. Os dois técnicos da empresa Bonatti foram sequestrados ao lado de outros dois funcionários da construtora, Filippo Calcagno e Gino Pollicardo em julho do ano passado.   

Desde então, o desaparecimento dos quatro era um mistério para as autoridades, já que nenhum grupo assumiu a autoria da ação.   

No dia em que os dois foram mortos, chegou-se a afirmar que o grupo terrorista que estava com os italianos era ligado ao Estado Islâmico (EI, ex-Isis), mas os dois sobreviventes afirmaram que não viram nenhuma menção ao grupo durante o período de cativeiro.   

Hoje, em uma entrevista à rádio "Anch'io", Calcagno negou os rumores de que um dos sequestradores falava italiano. Segundo o italiano, "eles nos disseram para fazer os registros em italiano, disseram que ficariam atentos e que não deveríamos dizer nada além do que eles nos sugeriam porque qualquer um lá poderia entender... eles diziam que outra pessoa iria escutar".   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos