Conte deixará comando da seleção italiana depois da Euro2016

ROMA, 15 FEV (ANSA) - O técnico da seleção italiana, Antonio Conte, deixará seu cargo assim que a Euro2016 for encerrada, comunicou nesta terça-feira (15) o presidente da associação de futebol do país (FIGC), Carlo Tavecchio. A notícia da saída do treinador vem em um momento em que a imprensa inglesa dá como certa a ida de Conte para o Chelsea.   


Faltaria apenas o anúncio do dono do clube inglês, o bilionário russo Roman Abramovich. "Sempre nos dedicamos a Conte. Costumo falar com ele quase todos os dias. Mas fazemos as análises com serenidade. É o momento de tomar decisões e ver o que fazer com alguém que recuperou a imagem da seleção, o trabalho e o sacrifício. Sempre o agradecerei por isso, mas os destinos de vida mudam", disse Tavecchio. De acordo com o dirigente esportivo, a saída do treinador não foi causada por divergências salariais, mas sim, por questões de trabalho. Conte estaria insatisfeito com sua rotina e seus desafios profissionais e com saudades de treinar diariamente uma equipe. "De manhã, ele acorda e sente falta dos gramados", contou Tavecchio. A FIGC ainda evita falar em um nome para substituir o treinador, mas admite a possibilidade de convidar alguém que já tenha passado pela "Azzurra".   


A Euro2016 será disputada entre 10 de junho e 10 de julho, na França. A seleção italiana está no grupo E, junto com Bélgica, Irlanda e Suécia. Depois de três anos da Juventus, Conte, de 46 anos de idade, assumiu a seleção italiana em 2014, logo em seguida da Copa do Mundo no Brasil. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos