Obama firma novas sanções contra Pyongyang

WASHINGTON, 17 MAR (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou uma ordem executiva que impõe novas sanções contra a Coreia do Norte na tentativa de aumentar as pressões pelo fim do programa nuclear e balístico do país, que ameaça a segurança de toda a região, informou o Departamento de Estado.   

Obama destacou que "essas medidas não afetam o povo norte-coreano e sim o governo".   

As medidas são direcionadas aos setores energético, financeiro e de transporte marítimo. Washington ainda proibiu uma série de transações.   

Segundo o porta-voz da Casa Branca, John Earnest, essas "ações são coerentes com nosso compromisso de fazer pressões significativas sobre o regime da Coreia do Norte".   

"Estados Unidos e a comunidade internacional não tolerarão atividades nucleares ilícitas, continuaremos impondo sanções se não respeitarem seus deveres internacionais", acrescentou.   

As novas sanções ampliam as punições anunciadas pelo Conselho de Segurança (CS) das Nações Unidas (ONU) recentemente. Histórico - Em fevereiro, sob protestos da ONU, a Coreia do Norte lançou um foguete de longo alcance com a justificativa de colocar em órbita um satélite de observação terrestre. Mas se suspeita de que o país tenha usado esse argumento como desculpa para realizar mais um teste de mísseis. Além disso, em janeiro, o regime anunciou ter feito um teste com uma bomba nuclear de hidrogênio, que é até 50 vezes mais potente que uma de urânio. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos