Em Roma, Galeria Colonna reabre ao público

ROMA, 21 MAR (ANSA) - Uma das maiores coleções de arte privadas da Itália já pode ser vista novamente pelo público. Com quatro novas salas, 58 obras nunca antes vistas e um total de 268 trabalhos já conhecidos e renomados, a Galeria Colonna, em Roma, reabrirá suas portas para o público. Os quadros e esculturas pertencem a tradicional e centenária família italiana dos Colonna e estão expostos no "palazzo" de mesmo nome. A abertura do local aos romanos e turistas acontecerá apenas aos sábados no período da manhã, já que o prédio ainda é a residência de parte dos membros da família.   


Mesmo com o horário reduzido, a visita vale a pena. A coleção é uma das únicas da cidade que conseguiram sobreviver com o passar do tempo. A galeria, como outras do mesmo porte, teve parte de suas obras vendidas, roubadas (durante o império de Napoleão Bonaparte, por exemplo) e até usadas como dotes de matrimônios ou presentes para os Papas em séculos passados.No entanto, ela continua com um acervo magnífico atualmente.   


Entre as peças estão obras principalmente renascentistas e maneiristas de grandes italianos, como Lorenzo Monaco, Domenico Ghirlandaio, Palma Vecchio, Tintoretto, Pietro da Cortona, Guercino, Francesco Albani e Annibale Carracci.   


Além da Galeria Colonna, outra bem conhecida em Roma é a da dos Doria Pamphilj, que abre ao público diariamente. A família também é conhecida por ter sido dona do prédio onde hoje se encontra a embaixada do Brasil na Itália, na famosa Praça Navona. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos