FAO ressalta importância das florestas para consumo de água

ROMA, 21 MAR (ANSA) - As florestas são fundamentais para atender a demanda de água do planeta. Junto às bacias hidrográficas, as áreas úmidas de matas e bosques e de outras zonas florestadas são responsáveis por 75% da água doce acessível do mundo para uso doméstico, agrícola, industrial e ecológico.   


Sabendo disso, a edição deste ano do Dia Internacional das Florestas, data anual promovida pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e celebrada em 21 de março, é dedicada ao tema "Florestas e Água".   


Segundo o órgão da ONU, ter água doce de boa qualidade contribui "de uma maneira significativa na riqueza e no bem estar das sociedades humanas" e se bem cuidadas as florestas "funcionam" também como filtros naturais de água, conseguindo diminuir a ameaça de erosão e de sedimentação.   


Além disso, um terço das maiores cidades do mundo também obtêm boa parte da água potável diretamente de áreas protegidas por florestamento, como é do caso das metrópoles de Mumbai, Bogotá e Nova York. Estes locais contam com suas florestas para um abastecimento hídrico, fenômeno que deve crescer nos próximos anos com a expansão dos centros urbanos.   


No documento divulgado pela FAO sobre o Dia das Florestas também se fala sobre a falta de água atual e sobre como estará a situação no futuro. "Quase 80% da população mundial está exposta a um alto nível de riscos pela segurança da água. Até 2050, mais 2,3 bilhões de pessoas viverão em áreas com um grave estresse hídrico, principalmente no norte e no sul da África e na Ásia meridional e central", afirma a organização. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos