Italiana pode estar entre vítimas de atentados em Bruxelas

ROMA E BRUXELAS, 23 MAR (ANSA) - O Ministério das Relações Exteriores da Itália (Farnesina) confirmou nesta quarta-feira (23) que uma italiana pode estar entre as vítimas dos atentados ocorridos em Bruxelas ontem (22).   

"É muito provável que haja uma italiana entre as vítimas dos atentados em Bruxelas", informou a Farnesina em nota. Pouco depois, o ministro dos Transportes, Maurizio Lupi, confirmou a informação após reunião com o primeiro-ministro, Matteo Renzi.   

"O presidente do Conselho [dos Ministros] nos informou que está em andamento uma verificação sobre uma possível vítima italiana.   

Trata-se de uma mulher que está desaparecida. Os familiares estão no consulado [italiano] em Bruxelas", ressaltou o ministro.   

Segundo o político, "era uma mulher que deve estar entre as vítimas do metrô, mas a violência da explosão deixou todas as vítimas irreconhecíveis". A mídia italiana fala que ela seria uma funcionária das instituições europeias, que tem sede em Bruxelas.   

Até o momento, sabia-se apenas de três feridos italianos: Chiara Burla, 24 anos, Marco Semenzato, 34, e Michele Venetico, 21, que estavam no aeroporto de Zaventem.   

Apenas duas pessoas que morreram nas explosões foram reconhecidas até agora: uma mulher peruana e outra marroquina.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos