Por Pyongyang,Obama se reunirá com líderes de Seul e Tóquio

WASHINGTON, 29 MAR (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, terá uma reunião com a líder da Coreia do Sul, Park Geun-hye, e o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, para debater a ameaça da Coreia do Norte na questão nuclear e a segurança global e regional.   

Segundo a Casa Branca, o encontro ocorrerá na quinta-feira (31) às margens do Encontro de Segurança Nuclear (NSS, na sigla em inglês) que será realizado em Washington entre os dias 31 e 1º de abril.   

Esse será a primeira reunião entre os líderes após a série de novas sanções impostas tanto por EUA, Japão e Seul como pela Organização das Nações Unidas (ONU) contra o regime de Pyongyang.   

De acordo com o jornal "Korea Times", Park Geun-hye também terá um encontro com o presidente da China, Xi Jinping, para "fortalecer a comunicação bilateral sobre a Coreia do Norte e seu programa nuclear". O periódico ressalta que seu país espera que sejam "reafirmadas as linhas de defesa contra as crescentes ameaças do regime de Kim Jong-un".   

Apesar de nunca ter existido uma boa relação entre as duas Coreias nos últimos anos, o clima ficou ainda mais tenso desde o dia 6 de janeiro, quando Kim Jong-un anunciou ter realizado um teste com uma bomba nuclear de hidrogênio.   

Cerca de um mês depois, no dia 7 de fevereiro, o regime norte-coreano afirmou ter conseguido lançar com sucesso um foguete portando um satélite. Porém, para os líderes internacionais, esse foi mais um teste para mostrar seu crescente poder militar - já que o foguete é utilizado também para transportar ogivas nucleares.   

Além desses dois grandes testes, Kim Jong-un vem anunciando outros testes menores com equipamentos nucleares que tem preocupado a comunidade internacional - especialmente os vizinhos sul-coreanos.   

Essa sequência de lançamentos feitos pelo regime norte-coreano também está pressionando a China. Principal aliada de Pyongyang, o governo de Xi Jinping tem sido pressionado a tomar alguma atitude para frear as ações do ditador. Além de conversar com a líder sul-coreana, o presidente chinês também terá uma reunião bilateral com Obama - e o tema, certamente, estará na pauta.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos