Aos 93 anos, morre cardeal George Martin Cottier

CIDADE DO VATICANO, 01 ABR (ANSA) - Morreu nesta quinta-feira (31), no hospital Policlínico Gemelli, o cardeal George Marie Martin Cottier, 93 anos, informou a "Rádio Vaticana". O papa Francisco lamentou a morte do religioso, afirmando que o suíço apresentava uma "fé sólida e uma amorosidade paterna junto ao serviço, ao lado dos papas São João II e Bento XVI, como teólogo da Casa Pontifícia".   

Nascido em Genebra em 25 de abril de 1922, o cardeal entrou em 1945 na Ordem dos Pregadores (Frades Dominicanos). No dia 2 de julho de 1951 foi ordenado padre e por anos foi professor na Faculdade de Letras de Florença, até tornar-se responsável pelo curso.   

No Concílio Vaticano II, participou como especialista e responsável pelo cargo de consultor do Conselho pelo Diálogo com os não crentes, participando de uma série de reuniões em Budapeste, Estrasburgo e Moscou. Em 1986, foi nomeado membro da Comissão Teológica Internacional, assumindo em 1989 a função de secretário.   

No ano seguinte, o então papa João Paulo II o nomeou como Teólogo da Casa Pontifícia. Membro de várias instituições vaticanas, foi consagrado arcebispo em 7 de outubro de 2003 e como cardeal no dia 20 do mesmo mês.   

Com a morte de Cottier, o colégio dos cardeais ficou com 215 membros, sendo 116 que podem votar em um eventual conclave e 99 não votantes. O Pontífice celebrará neste sábado (02) o enterro do cardeal na Basílica de São Pedro, em missa que será presidida pelo cardeal Angelo Sodano. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos