Desemprego na Itália volta a aumentar e atinge 11,7%

ROMA, 01 ABR (ANSA) - A taxa de desemprego na Itália voltou a aumentar em fevereiro e atingiu a marca de 11,7% no mês, informou o Instituto de Estatísticas Italiano (Istat) nesta sexta-feira (01). A alta foi de 0,1% na comparação com janeiro.   

Em números gerais, houve um aumento de sete mil desempregados no índice oficial, sendo que houve elevação no número de homens sem empregos e queda entre as mulheres.   

Já entre os jovens, o Istat informou que houve uma retração de 0,1% no índice, caindo para 39,1%. O instituto não contabilizou no cálculo os jovens que não estão empregados e que não buscam trabalho.   

"Após o forte crescimento registrado em janeiro de 2016 (aumento de 0,7% no número de empregados) está, presumivelmente, associada ao mecanismo de incentivos introduzidos pela lei de estabilidade de 2015", informaram os técnicos do Istat. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos