Italiana morta em atentados em Bruxelas é enterrada

WAVRE, 01 ABR (ANSA) - Em um clima de grande comoção, foi enterrada nesta sexta-feira, dia 1º de abril, a cidadã italiana Patricia Rizzo, uma das 32 vítimas dos atentados terroristas de 22 de março em Bruxelas, na Bélgica.   

O sepultamento ocorreu em Wavre, cerca de 30 km ao sul da capital belga, e teve a presença de pelo menos 400 pessoas, entre parentes, amigos e colegas da Agência Executiva do Conselho Europeu de Pesquisa (Ercea), órgão da União Europeia no qual ela trabalhava.   

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, enviou uma mensagem lida na cerimônia, na qual diz que Rizzo foi vítima de uma "violência cega e feroz". "Quero exprimir a mais firme condenação contra a bárbara e insensata violência terrorista que continua a pisotear o supremo valor da vida humana, ceifando vidas inocentes", afirma o chefe de Estado em seu texto.   

Ao lado dos pais da italiana, Gaetano e Salvatrice, do filho Jonathan e do ex-marido Christophe, estava a vice-presidente da Comissão Europeia Kristalina Georgieva, que prometeu auxílio financeiro à família até que o jovem de 19 anos complete seus estudos universitários. Ele sonha em se formar médico.   

"No mundo, o ódio e a crueldade gritam muito alto. A bondade conta mais, porém é silenciosa. É fundamental amplificar a voz da bondade", declarou a representante da UE. Rizzo trabalhava nas instituições do bloco desde a década de 1990 e foi atingida pela explosão na estação de metrô de Maelbeek, justamente quando estava a caminho do escritório da Ercea. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos