Mujica condena comportamento de ex-detentos de Guantánamo

MONTEVIDÉU, 5 ABR (ANSA) - O ex-presidente do Uruguai José Mujica (2010-2015) disse que os seis ex-prisioneiros de Guantánamo recebidos durante seu governo têm um comportamento "péssimo" e "pouco solidário" com os demais presos em Cuba.   

"A conduta dessas pessoas são péssimas. De uma absoluta falta de solidariedade com os que estavam lá. Pois, se tivessem passado outra imagem, teriam facilitado a saída de outros", disse ao jornal local "La Republica".   

Segundo Mujica, a única coisa que eles fizeram foi que governos da América Latina que estavam quase tomando uma medida parecida mudassem de ideia.   

"Você não pode chegar na casa de outras pessoas com uma cultura diferente e querer impor seu credo", acrescentou o ex-presidente.   

Recebidos em Montevidéu em 2014, os seis ex-prisioneiros de Guantánamo, quatro sírios, um palestino e um tunisiano, fazem uma série de reclamações. Segundo eles, faltou infraestrutura ao Uruguai para recebê-los, assim como um programa de reinserção na sociedade.   

Segundo líderes sindicais, eles recusaram ofertas de trabalho e não participam das aulas de espanhol. Mujica chegou a se encontrar com o grupo para pedir que mudassem a atitude. Após reunião, no entanto, afirmou que não se tratam de "pessoas humildes", mas "sim pessoas de classe média", que têm problemas de adaptação e com o idioma local. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos