Veneza quer que renda italiana se torne Patrimônio da Unesco

VENEZA, 5 ABR (ANSA) - A cidade de Veneza, junto a outros municípios da Itália, quer que a tradicional renda italiana seja reconhecida como Patrimônio Imaterial da Humanidade da Unesco. A decisão foi da câmara municipal da cidade que aprovou a proposta do prefeito Luigi Brugnaro para valorizar uma arte na qual Veneza tem uma longa tradição.   


Como é possível ver no Museo del Merletto (Museu da Renda) de Burano, pequena ilha ligada a Veneza, e no Archivio della Scuola del Merletto (Arquivo da Escola de Renda), localizado no museu do palazzo Mocenigo, também na cidade, a renda "ad ago", à "pellestrina" e à "fuselli" da região fazem sucesso pela sua beleza e pelo seu trabalho delicado.   


"A ideia de candidatar [a renda como Patrimônio da Unesco] surgiu no último mês de fevereiro em ocasião das comemorações dos 100 anos de Emma Vidal, a grande mestre da arte em renda de Burano", afirmou a presidente da câmara municipal de Veneza, Ermelinda Damiano. "Naquele momento, a cidade, junto aos museus cívicos venezianos, decide que talvez é necessário dar ainda mais valor a esta tradição secular que faz Veneza ser conhecida por todo o mundo", explicou a italiana. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos