Começa julgamento por morte de família brasileira na Itália

TEMPIO PAUSANIA, 07 ABR (ANSA) - Começou nesta quinta-feira (7) o julgamento pela morte da família brasileira que foi dizimada pelas inundações provocadas pelo ciclone Cleopatra na ilha da Sardenha, no sul da Itália, em novembro de 2013.   

As quatro vítimas são Isael Passoni, de 42 anos, sua mulher, Cleide Mara Rodrigues, 41, e seus dois filhos, Weriston e Laine Kellen, 20 e 16. Todos morreram afogados no pequeno porão onde viviam, na cidade de Arzachena, província de Olbia-Tempio.   

Eles haviam chegado ao município um ano antes, após uma temporada na vizinha Luogosanto, e o casal era responsável por cuidar da pequena vila onde ficava sua residência em troca do aluguel. Os brasileiros não tiveram chance de escapar, já que a água bloqueou a única via de fuga.   

A ré do julgamento é a dona do imóvel, Nicolina Brunetta Poggianti, de 70 anos, acusada de homicídio culposo por ter cedido gratuitamente o porão, que não teria condições de ser transformado em moradia, à família.   

Considerado um dos maiores desastres naturais da história recente da Itália, o ciclone Cleopatra deixou 19 mortos na Sardenha - incluindo os quatro brasileiros -, provocou a evacuação de 493 pessoas e deixou um prejuízo estimado em mais de 100 milhões de euros. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos