Le Pen é condenado na França por declarações sobre nazismo

PARIS, 7 ABR (ANSA) - O ex-presidente e fundador do partido francês de extrema direita Frente Nacional, Jean-Marie Le Pen, foi condenado novamente por dizer que as câmaras de gás nazistas foram "um detalhe" da história da II Guerra Mundial. Um tribunal de Paris condenou Le Pen a pagar uma multa de 30 mil euros além de indenizar três associações que apresentaram queixas sobre as declarações.   

Ele já havia sido condenado em 2012 por negar a existência de crimes de direitos humanos durante o Holocausto. Segundo ele, a ocupação da França não foi "particularmente desumana".   

Ele também já fez elogios ao marechal Philippe Petain, o chefe militar francês que era aliado dos nazistas. As declarações polêmicas resultaram em sua expulsão da liderança do partido de extrema direita, onde foi substituído pela filha, Marine Le Pen. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos