Mais de 100 morrem em incêndio em templo hindu na Índia

NOVA DÉLHI, 10 ABR (ANSA) - Pelo menos 110 pessoas morreram e 384 ficaram feridas no incêndio que atingiu neste domingo (10) o templo hindu de Puttingal, situadao na cidade de Paravur, no sul da Índia.   

Segundo a emissora local "NDTV", cerca de 10 mil indivíduos estavam no local quando iniciou o espetáculo de fogos de artifício que provocou a tragédia. Já para o canal "Times Now", a polícia disse ter registrado uma denúncia contra os responsáveis pelo templo religioso por terem realizado o show pirotécnico sem autorização.   

O primeiro-ministro Narendra Modi, que viajou ao local do desastre, prometeu destinar 200 mil rúpias (R$ 12 mil) para todas as famílias que perderam alguma pessoa no incêndio e 50 mil (R$ 3 mil) para os feridos.   

As chamas começaram por volta das 3h da madrugada (horário local), quando acontecia o último dos sete dias de festividades em homenagem à deusa Bhadrakali, bastante popular na Índia meridional, principalmente no estado de Kerala, onde fica Paravur.   

Todos os anos, as celebrações incluem uma disputa de fogos de artifício entre diversos grupos. Desta vez, terminou em tragédia. Uma faísca incendiou uma bateria de rojões que havia sido estocada no templo para uma exibição sucessiva, fazendo com que os artefatos explodissem. Em poucos minutos o complexo hindu ficou sob chamas.   

"O Papa oferece as condolências às famílias das vítimas e das pessoas feridas, rezando por todos aqueles que se envolveram nessa tragédia e pelas operações de socorro em curso", diz um comunicado divulgado pelo Vaticano. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos