Para Lorenzin, UE usou dados antigos em parecer sobre aborto

ESTRASBURGO, 11 ABR (ANSA) - A ministra da Saúde italiana, Beatrice Lorenzin, disse que as informações usadas pelo Conselho Europeu para dizer que o acesso ao aborto é "difícil" no país provavelmente foram baseadas em dados antigos. "Eu me reservo ao direito de investigar mais [o caso], mas estou muito surpresa, pois uma das coisas que li parece remeter a dados de 2013", disse.   

Segundo a ministra, o cenário hoje "é muito diferente" e "não existem violações aos direitos de acesso a Saúde". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos