Itália é o país com o maior número de pobres da UE

BRUXELAS, 14 ABR (ANSA) - A Itália é o país da União Europeia com o maior número absoluto de pessoas vivendo em "graves privações materiais", ou seja, a definição do bloco para "pobreza". É o que emerge de um relatório do Gabinete de Estatísticas da UE (Eurostat) relativo a 2015, que mostra uma queda significativa na quantidade de pobres em seus Estados-membros, mas apenas discreta no território italiano.   

Segundo o órgão, o país da bota conta com 6,98 milhões das 41,09 milhões de pessoas vivendo em condição de pobreza na União Europeia. Para o Eurostat, são cidadãos que não podem arcar com uma "despesa inesperada", comer uma refeição à base de carne a cada dois dias ou manter uma casa.   

O número representa 11,5% da população italiana (era 11,6% em 2014), enquanto na UE essa fatia corresponde a 8,2% dos habitantes do bloco, contra 9% no ano anterior. Na Alemanha, maior economia da União Europeia, a quantidade de pobres chega a 3,97 milhões (5% de sua população), e na França essa cifra é de 2,82 milhões (4,5%).   

Os dois países são mais populosos que a Itália, que tem cerca de 60 milhões de habitantes. Alemanha e França possuem 80 milhões e 66 milhões, respectivamente. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos