Há 30 anos, nascia primeira criança de barriga de aluguel

ROMA, 15 ABR (ANSA) - Há 30 anos, no dia 13 de abril de 1986, nascia nos Estados Unidos Shira, a criança que revolucionaria o mundo da maternidade para sempre. Filha de Elliot, Sandy e Shannon, a menina foi o primeiro bebê oficialmente fruto de uma barriga de aluguel. Desde então, milhões de casais adotaram o método, visto por muitos como uma das únicas oportunidades de se tornar pais.   

Antes, nos Estados Unidos havia casos de mulheres que ofereciam aos casais cujas mulheres não podiam engravidar a possibilidade de gerar um filho em seu próprio útero, mas por meio da concepção "tradicional". No caso de Shira foi diferente: a mulher que a gerou não tinha nenhuma relação genética com ela.   

Shannon Boff foi a primeira incubadora humana, uma vez que carregou em seu útero um embrião derivado de ovócitos e espermatozoides do casal Elliot e Sandy. A mãe biológica sofrera complicações em sua primeira gravidez e teve seu útero removido.   

Para realizar o desejo de se tornar mãe, optou por esse método então inovador e pagou US$ 10 mil para sua "barriga de aluguel" durante a gestação.   

Shannon, no entanto, afirma que não aceitou gerar Shira pelo dinheiro, mas sim para ajudar um casal que não podia ter filhos.   

Desde então, muitas coisas mudaram no mundo: diferentes estados norte-americanos autorizaram essa prática, permitindo que muitos casais heterossexuais e homossexuais se tornassem pais.   

Outros países, como a Itália, não legalizaram a barriga de aluguel, forçando milhares de cidadãos a buscarem incubadoras humanas no exterior. Porém esse trabalho não é tão fácil como se imagina. Muitas vezes, as mulheres que prestam esse serviço são submetidas a injeções de hormônio, medicamentos específicos e precisam mudar seu próprio estilo de vida. Além do risco de um aborto espontâneo, elas enfrentam uma pressão psicológica forte, e muitas se sentem culpadas por terem "doado" a criança após o parto.   

Quanto aos efeitos sobre os filhos, um estudo britânico de 2011 apontou que aqueles que já sabiam sua origem se mostravam indiferentes ou tinham uma atitude positiva quanto a isso.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos