Jurista defende em plenário que 'impeachment não é golpe'

SÃO PAULO, 15 ABR (ANSA) - O jurista Miguel Reale Junior, um dos autores do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, fez sua defesa no plenário da Câmara dos Deputados e afirmou que o pedido "não é golpe".   


Segundo Reale, os decretos emitidos por Dilma "passaram por cima desta casa" e levantou fatos do governo durante o ano de 2014.   


Além disso, para Reale Junior, as pedaladas fiscais causaram os "10 milhões de desempregados" que existem no Brasil. Em discurso inflamado, o jurista ainda afirmou que a presidente "roubou sonhos" da população. "Vossas Excelências são os libertadores da nossa prisão atual.   


Senhores deputados, os senhores serão os nossos libertadores", ressaltou(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos