Para Cardozo, impeachment de Dilma é 'ruptura institucional'

SÃO PAULO, 15 ABR (ANSA) - O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, fez a defesa da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados sobre o caso de impeachment. Para Cardozo, se o impeachment for aprovado "será uma ruptura institucional" e que o relatório criado pelo deputado Jovair Arantes "não sobrevive a uma simples análise, uma leitura". O advogado do Advocacia Geral da União (AGU) ainda aproveitou para criticar a postura do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, sobre a aceleração do processo de impeachment, por "desvio de poder". "Se trata do uso de uma competência legal, é retaliação contra a presidente da República", ressaltou.   


Para Cardozo, aqueles que "querem o impechment" aprofundaram a crise econômica e que a aprovação de "pautas-bombas" impediram que o governo pudesse sair da crise.   


"Onde está o dolo da presidente? Não há má fé da República e crime de responsabilidade precisa de dolo. Atraso de pagamento não é empréstimo. E mais, o Tribunal de Contas sempre aceitou isso, onde há má fé? Onde há crime de responsabilidade?", ressaltou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos