Governo Renzi sai vitorioso em referendo sobre petróleo

ROMA, 17 ABR (ANSA) - Sem quórum mínimo, ou seja, metade mais um dos eleitores, o referendo que decidiria sobre a exploração de poços de petróleo na costa da Itália foi invalidado.   

Mais de 50 milhões de italianos foram convocados para votar neste domingo, dia 17, mas apenas cerca de 30,8% compareceram às urnas.   

Resultado representa uma vitória para o premier Matteo Renzi.   

Nessa batalha, o governo era a favor do "não", que manteria as regras vigentes, enquanto partidos de oposição e movimentos ecológicos fazem campanha pelo "sim", que limitaria a exploração de petróleo no litoral italiano.   

"A Itália falou", disse Renzi, acrescentando que "se trata de um resultado claro".   

Oposição e ambientalistas criticam o governo centro-esquerdista de Renzi por não ter marcado a consulta para o mesmo dia das eleições municipais deste ano, em 5 de junho. Segundo o Greenpeace, por exemplo, agendar a votação para abril foi uma forma de tentar esvaziá-la, já que a participação popular tende a ser menor. A votação foi uma iniciativa promovida por Sardenha, Vêneto, Calábria, Ligúria, Campânia, Molise, Púglia, Marcas e Basilicata, que questionam um artigo que dá ao governo nacional o direito de se sobrepor às regiões em matéria de exploração de hidrocarbonetos, com o pretexto de "valorizar os recursos energéticos" do país. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos