Hillary e Trump conquistam grande vitória em prévias nos EUA

ROMA, 27 ABR (ANSA) - A democrata Hillary Clinton e o republicano Donald Trump foram os grandes vencedores das primárias realizadas em cinco estados norte-americanos na noite desta terça-feira (26). Enquanto Trump venceu nos cinco locais - Connecticut (57,7%), Delaware (60,8%), Maryland (54,4%), Pensilvânia (56,7%) e Rhode Island (63,6%) e levou 105 delegados - seus adversários Ted Cruz e John Kasich se revezaram na segunda colocação. Cruz foi o segundo na Pensilvânia (sem obter nenhum delegado), Kasich foi vice nos outro quatro estados (com 5 delegados).   

Na contagem até o momento, o magnata se aproximou muito do "número mágico" de 1.237 para ter a indicação do partido na Convenção final, obtendo 988 delegados. Já Cruz está nos 568 e John Kasich tem 152.   

Já entre os democratas, Clinton só perdeu para Bernie Sanders - como já era esperado - em Rhode Island. Porém, mesmo com o percentual menor de votos 54,6% a 43,6%, a ex-secretária de Estado levou mais delegados por ter vencido em cidades maiores: foram 13 representantes para o senador de Vermont e 20 para Clinton. Diferentemente dos republicanos, os democratas adotaram o sistema proporcional de voto nos cinco locais, com isso Clinton obteve 42 delegados em Connecticut contra 24 de Sanders, 19 delegados em Delaware contra 9 do adversário, 69 em Maryland contra 24 do senador e 112 na Pensilvânia contra 59 de Sanders.   

Ao todo, ela obteve 262 representantes e o adversário conquistou 129.   

Até o momento, Clinton tem 2.168 delegados contra 1.401 de Sanders e precisa de apenas 215 representantes para ser indicada pelos democratas como candidata à Presidência dos Estados Unidos.   

- Discursos: Após ver sua vitória confirmada, a democrata Hillary Clinton celebrou com seus correligionários e pregou a união do partido.   

"Com a ajuda de vocês, nós voltaremos para a Filadélfia para a Convenção Nacional Democrata com mais votos e mais delegados. E nós vamos unir nosso partido para vencer essas eleições e construir um país onde todos nós poderemos crescer juntos", disse Hillary. Como não poderia deixar de ser, Trump usou um tom mais provocativo e disse que os republicanos "derrotarão Hillary facilmente". "Para mim, essa foi nossa maior noite. Eu me considero o futuro candidato porque venceremos no primeiro voto", ressaltou. Porém, diferentemente da democrata, Trump corre o risco de, mesmo com mais delegados, não ser a escolha dos republicanos por seu perfil mais distante do partido. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos