Papa pede para Igreja acolher imigrantes em Brennero

BOLZANO, 28 ABR (ANSA) - Enquanto a Áustria constrói um bloqueio em Brennero, na fronteira com a Itália, o papa Francisco pediu para o bispo da região, Ivo Muser, acolher e ajudar os solicitantes de refúgio e imigrantes que chegarem à cidade.   

Responsável pela diocese italiana de Bolzano-Bressanone, onde fica Brennero, o monsenhor se encontrou com o Pontífice ao término da audiência geral da última quarta-feira (27) e ouviu sobre a "importância de assistir" as pessoas que fogem de perseguições em seus países de origem.   

As informações estão em uma nota da diocese, que nas próximas semanas pode se deparar com uma grave emergência humanitária.   

Com o iminente controle de fronteiras em Brennero, a Áustria pretende conter o fluxo de imigrantes proveniente da Itália, que deve aumentar com a chegada do verão europeu.   

Com isso, milhares de pessoas podem ficar retidas na cidade, assim como já acontece em Idomeni, na Grécia, onde solicitantes de refúgio foram impedidos de cruzar a divisa com a Macedônia, criando um campo com cerca de 12 mil moradores. "Assim que nos viu, o Papa começou a falar de Brennero. Me parece que é uma solução que divide, enquanto nós precisamos dialogar", disse Ivo Muser em entrevista à ANSA. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos