Ferrari lamenta resultados na Rússia e promete vencer

TURIM, 2 MAI (ANSA) - O CEO da FCA e executivo da Ferrari, Sergio Marchionne, lamentou os resultados da escuderia italiana na corrida de ontem (1) na Rússia, na qual o time conseguiu apenas a terceira colocação com o finlandês Kimi Raikkonen. "Ontem foi um dia péssimo. Ainda temos muito trabalho a fazer, mas tenho confiança máxima na equipe e conseguiremos vencer", comentou o executivo. "Eu estava acostumado a ver a Ferrari de Michael Schumacher e vê-la sofrer assim me atinge a alma". "Não vamos desistir. Podemos derrotar a Mercedes, mesmo reconhecendo que é a equipe mais forte na Fórmula 1 nos últimos 10 anos", disse, por sua vez, o chefe da escuderia, Maurizio Arrivabene. O outro piloto da Ferrari, o alemão Sebastian Vettel, não completou a prova na Rússia, que foi vencida pela sétima vez consecutiva por Nico Rosberg, da Mercedes, seguido por seu companheiro de equipe, Lewis Hamilton.   


Vettel bateu duas vezes no russo Daniil Kvyat, rodou e saiu da prova, gerando uma enorme polêmica na Fórmula 1. Sobre a situação da Ferrari como empresa, Marchionne garantiu que está "tudo muito bem". "Veremos em breve os resultados, não há notícias más. A empresa vai bem, agora a nossa prioridade é reconquistar o pódio", disse o executivo, negando também os boatos de desentendimentos com o presidente da FCA, John Elkann.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos