Prefeito italiano é preso por fraude em licitação

LODI, 03 MAI (ANSA) - O prefeito de Lodi, Simone Uggetti, foi preso na manhã desta terça-feira (3) sob a acusação de fraude em uma licitação para escolher a empresa responsável pela gestão das piscinas da cidade.   

O município tem quase 45 mil habitantes, é capital da província homônima e fica a menos de 50 km de Milão. O advogado de Uggetti, Cristiano Marini, que é conselheiro de uma empresa pública local, também foi detido.   

O prefeito é suspeito de ter favorecido o consórcio Sporting Lodi na licitação, e o inquérito começou a partir da denúncia de uma funcionária do poder municipal que afirma ter sofrido "pressões" de Uggetti para beneficiar o grupo.   

A justiça determinou a prisão dos dois acusados devido ao "perigo de repetição do crime" e pelo "alto risco de contaminação de provas". O prefeito, que pertence ao centro-esquerdista Partido Democrático (PD), liderado pelo primeiro-ministro Matteo Renzi, foi suspenso temporariamente de suas funções. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos