Apple perde exclusividade do nome iPhone na China

PEQUIM, 04 MAI (ANSA) - A Apple perdeu, mais uma vez, o direito de usar o nome "iPhone" de maneira exclusiva na China. O Tribunal Municipal de Pequim decidiu a favor da empresa Xintong Tiandi Technology, que produz artigos de couros sob a marca "IPHONE", após a gigante norte-americana ter recorrido de uma outra decisão judicial anunciada em 2013.   


Para o tribunal, a Apple não conseguiu provar que a sua marca era "conhecida e familiar" aos chineses antes da liberação da sigla concorrente. A Xintong havia registrado o nome em 2007 - mesmo ano de lançamento do celular. Porém, os smartphones começaram a ser vendidos no país apenas em 2009.   


Em 2012, a Apple entrou com um processo contra a marca chinesa e, um ano depois, perdeu a disputa judicial. Ainda em 2013, os norte-americanos entraram com um recurso contra a decisão e o resultado do julgamento só foi divulgado nesta quarta-feira (04).   


O anúncio do veredicto ocorre a pouco menos de um mês desde que a Apple desativou os serviços iTunes Movies e iBooks na China.   


Segundo rumores, esse desligamento foi causado por órgãos de censura chineses. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos