Polícia confisca restaurantes da Camorra no centro de Roma

ROMA, 05 MAI (ANSA) - A polícia de Roma apreendeu nesta quinta-feira (5) cerca de 80 milhões de euros em bens de quatro empreendedores acusados de ligações com a Camorra, a máfia napolitana.   

Entre os quase 70 imóveis sequestrados estão diversos bares, restaurantes e pizzarias situados no centro histórico da capital italiana. Além disso, foram confiscados 76 veículos, 385 contas ou investimentos bancários e 300 mil euros em dinheiro vivo.   

Três dos quatro empresários atingidos pela operação haviam sido detidos em janeiro de 2014, no âmbito de um inquérito que descobriu os tentáculos da máfia em estabelecimentos comerciais das zonas turísticas de Roma. Segundo a polícia, eles atuavam como "lavadores de dinheiro" para a Camorra, prestando serviços principalmente ao clã dos Contini, que atua nos arredores da estação central de Nápoles.   

Ao lado da siciliana Cosa Nostra e da calabresa 'ndrangheta, a Camorra comanda o crime organizado na Itália e suas operações alcançam também diversos outros países. Seu modus operandi foi revelado pelo livro "Gomorra", do escritor e jornalista Roberto Saviano, que até hoje é obrigado a viver sob escolta policial por ter sido jurado de morte pelo grupo mafioso. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos