Abre em Gênova 1º teatro em presídio da Europa

GÊNOVA, 4 MAI (ANSA) - Com a sua abertura na última quinta-feira, dia 5, o Teatro del Arca se tornou o primeiro teatro na Europa a receber o grande público dentro de um presídio.   


O espaço está localizado na prisão de Marassi, na cidade italiana de Gênova, e exibirá peças realizadas pelos detentos em parcerias com companhias de teatro das mais diversas partes da Itália.   


O que antes era um galpão abandonado no interior da cadeia agora é um espaço completamente reformado e iluminado com um palco de 12 m por 10 m e 190 acentos para os espectadores.   


Para que o projeto se tornasse realidade foi necessário o apoio de algumas pessoas, como o ator e dramaturgo Dario Fo, o comediante e apresentador de televisão Luca Bizzarri e o diretor de teatro Jurij Ferrini.   


"A ideia nasceu em 2010 graças a iniciativa do então diretor do presídio, Salvatore Mazzeo. Em 2013 a construção começou e [agora] o projeto já está finalizado", disse a atual diretora da cadeia, María Milano.   


"O público pagará uma entrada mínima, como símbolo de uma relação estreita com a cidade e como modo de estabelecer um vínculo com os de dentro [detentos] e os de fora [espectadores]", explicou a italiana.   


As obras da iniciativa custaram aproximadamente 500 mil euros, valor que em grande parte foi coberto com recursos do Departamento de Administração Penitenciária do Ministério da Justiça Italiana. No entanto, também contribuíram bancos e instituições privadas. Além disso, os profissionais que ajudaram na recuperação do espaço não cobraram honorários pelo seu trabalho.   


"Arquitetos, engenheiros, carpinteiros, técnicos teatrais e prisioneiros colaboraram para colocar a sala no lugar", afirmou a presidente da ONG Teatro Necessario, Mirella Cannata, que também é responsável por coordenar as atividades teatrais no presídio e por oferecer a formação para os detentos.   


Ao entrar na sala se vê uma estrutura contemporânea revestida com painéis de madeira e bem iluminada. Há árvores e um pequeno jardim em frente ao Teatro del Arca. "É um verdadeiro teatro", contou o seu diretor, Sandro Baldacci.   


Desde setembro do ano passado, o italiano está trabalhando com 17 detentos e cinco atores profissionais na obra "Padiglione 40 - L'Ordine Imperfetto" ("Pavilhão 40 - A Ordem Imperfeita"), que foi apresentada na inauguração do espaço. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos