Ranieri ganha prêmio de melhor técnico italiano da temporada

ROMA, 09 MAI (ANSA) - Após a temporada incrível à frente do Leicester, que culminou com o primeiro título nacional da história do clube inglês, o técnico italiano Claudio Ranieri continua a colher frutos de sua conquista. Nesta segunda-feira (09), ele recebeu o Prêmio Enzo Bearzot, entregue pela Federação Italiana de Futebol (Figc), como o melhor em sua categoria na temporada 2015/2016.   


"Honestamente, eu ainda não compreendi o que fizemos. Eu posso agradecer a todos: ao júri que me elegeu e aos meus jogadores.   


Começamos querendo nos salvar [do rebaixamento] e aconteceu o que aconteceu. Não é fácil venceu um título na Inglaterra, mas o meu primeiro 'scudetto', eu venci com o Cagliari e isso não esqueço", disse Ranieri ao receber a premiação. O técnico se referia ao fato de ter subido com a equipe italiana da segunda para a primeira divisão do futebol italiano.   


O Prêmio Enzo Bearzot foi instituído em 2011 e visa homenagear o melhor técnico italiano da temporada. É também uma homenagem ao treinador que conquistou o título da Copa do Mundo de 1982 pela Itália e que era conhecido por seu trabalho ético no esporte.   


Sobre Bearzot, Ranieri destacou que não o conheceu pessoalmente.   


"Mas, se dizem que veem em mim o espírito de Bearzot, isso me enche de orgulho", ressaltou. O técnico de uma das mais incríveis histórias do futebol ainda informou que dará o dinheiro que recebeu na premiação para a ONG Stefano Borgonovo, a entidade criada para ajudar as pessoas que sofrem de esclerose lateral amiotrófica (ELA) assim como o ex-jogador que batiza o instituto.   


O treinador ainda falou a uma plateia repleta de jovens jogadores sobre sua carreira e a necessidade de persistir em seu sonho.   


"Na idade de vocês, eu tinha muitos sonhos. Fui descartado por duas vezes pela Roma, mas não desisti. Depois, fiz algo que nunca pensei: ser treinador. Pude tentar e hoje estou aqui.   


Estou ainda buscando aprender", disse o técnico que era considerado "azarado" na Itália por ter uma longa carreira e não ter um título de grande expressão.   


O presidente do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), Giovanni Malagò, afirmou que a vitória de Ranieri é a demonstração que "mesmo aos 64 anos, às vezes antes, às vezes depois, os sonhos acontecem".   


Já o presidente da Figc, Carlo Tavecchio, exultou a conquista.   


"Entre os maiores da Itália, o que aconteceu com Claudio é uma coisa única. Com um treinador nosso, nós ganhamos a Premier League. Isso quer dizer que jogamos nossa identidade com estilo, competência, empenho e senso de dever", ressaltou.   


Além de Ranieri, já foram premiados os italianos Cesare Prandelli - por seu trabalho na seleção -, Walter Mazzarro (Napoli, 2012), Vincenzo Montella (Fiorentina, 2013), Carlo Ancelotti (Real Madrid, 2014) e Massimiliano Allegri (Juventus, 2015). (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos