Teori nega pedido do governo para anular impeachment (2)

SÃO PAULO, 11 MAI (ANSA) - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, negou nesta quarta-feira (11) o pedido impetrado pela Advocacia-Geral da União (AGU) que pedia a anulação do processo de impeachment de Dilma Rousseff. Com a decisão do STF, o Senado poderá manter normalmente o rito de impeachment que começou no fim da manhã desta quarta e que pode definir o afastamento de Dilma por até 180 dias.   


No pedido, a AGU alertava para "ameaças e chantagens" do então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, para acelerar o processo. Atualmente, Cunha foi suspenso da função de deputado pelo próprio STF.   


"Tal imoral proceder consistia em equilibrar-se entre governo e oposição, a fim de barganhar apoio para o não recebimento da representação oferecida perante o Conselho de Ética ", escreveu a entidade em sua peça lembrando que o pedido contra Dilma só foi aberto após o governo da presidente "negar" ajuda a ele.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos