Italiano que diz ter clonado é preso por 'roubo' de óvulos

MILÃO, 13 MAI (ANSA) - O ginecologista italiano Severino Antinori, que ficou famoso no mundo inteiro por dizer que tinha clonado três bebês, foi preso nesta sexta-feira (13), em Roma, sob as acusações de roubo e lesão corporal agravados.   

Segundo a Promotoria de Milão, que investiga o médico, ele explantou à força óvulos de uma estrangeira - uma espanhola de 24 anos - que havia sido internada para tratar de cistos ovarianos. A vítima, que trabalhava na clínica de Antinori, diz ter sido imobilizada, anestesiada e obrigada a passar por uma aspiração de óvulos.   

Ao acordar, aproveitou uma distração dos enfermeiros e ligou para o número de emergência italiano por meio de um telefone fixo - ela estava sem seu celular. Ainda de acordo com a Promotoria, o médico fertilizou os óvulos para transferi-los para outra mulher. Os embriões foram apreendidos e congelados pela polícia.   

Segundo a advogada da espanhola, Roberta De Leo, o ginecologista se ofereceu para curar os cistos com injeções, o que deveria eliminar a necessidade de uma operação. No entanto, no último dia 5 de abril, ouviu de Antinori que precisaria passar por uma intervenção cirúrgica. Com a recusa da vítima, o médico forçou a operação. Após o episódio, a jovem voltou para a Espanha e agora está na companhia da família. "Ela estava aterrorizada pela possibilidade de outras mulheres darem à luz filhos seus", declarou De Leo.   

O médico foi colocado em prisão domiciliar e impedido de exercer a profissão por um ano. Até o momento ele não comentou as acusações. Contudo, uma funcionária que preferiu não se identificar disse que a denúncia é "absurda" e "tecnicamente impossível". "Como pode ter havido uma retirada forçada de óvulos? Antes é preciso fazer um tratamento, isso exige uma longa preparação. Tal como foi contada, a história não fica de pé sob nenhum ponto de vista", afirmou.   

No início dos anos 2000, Antinori ficou mundialmente famoso ao anunciar que havia usado o método da clonagem para induzir a gravidez em três mulheres. De acordo com ele, as gestações foram bem sucedidas, mas ele nunca deu provas disso. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos