Papa diz que desemprego entre jovens é um 'doença social'

CIDADE DO VATICANO, 13 MAI (ANSA) - O papa Francisco afirmou que são um "escândalo" as altas taxas de desemprego entre os jovens, especialmente na Europa, durante uma audiência com os membros da Fundação Centesimus Annus, entidade católica fundada pelo papa João Paulo II em 1991.   

"A taxa de desemprego entre os jovens é um escândalo. Um escândalo que pede não apenas o enfrentamento em termos econômicos, mas que deve ser encarado, e não menos urgentemente, como uma doença social, porque, no momento, nossa juventude está derrubada pela esperança quando são grandes suas fontes de energia, criatividade e intuição", disse aos presentes.   

Voltando a um dos seus temas mais caros, a chamada "cultura do descarte", o Pontífice criticou o sistema econômico mundial. "Uma economia de exclusão e de iniquidades levou ao surgimento de um grande número de pessoas carentes e de pessoas descartadas como improdutivas e inúteis. Os efeitos são perceptíveis também nas sociedades mais desenvolvidas, nas quais o crescimento percentual da pobreza e a decadência social representam uma séria ameaça para as famílias, para a classe média que se contrai e, de modo particular, para os jovens", reforçou.   

Segundo Jorge Mario Bergoglio, a "luta contra a pobreza não é apenas um problema econômico, mas sobretudo um problema moral".   

"Uma visão econômica exclusivamente orientada para o lucro e para o bem-estar material é incapaz de contribuir de maneira positiva para uma globalização que favoreça o desenvolvimento integral dos povos do mundo, uma justa distribuição dos recursos, a garantia de um trabalho digno e o crescimento da iniciativa privada e das empresas locais", acrescentou.   

Além de cobrar uma postura mais "justa" para os jovens, Francisco reforçou a questão da imigração ilegal e pediu que os governantes ajam em prol dos mais necessitados. "A comunidade internacional é chamada a dar respostas políticas, sociais e econômicas de longo prazo para superar problemáticas que vão além dos confins nacionais e continentais, envolvendo toda a humanidade", destacou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos