COI flagra 31 atletas dos Jogos de 2008 em teste antidoping

SÃO PAULO, 17 MAI (ANSA) - O Comitê Olímpico Internacional (COI) divulgou nesta terça-feira (17) que 31 atletas que participaram das Olimpíadas de Pequim, em 2008, atestaram positivo para doping em uma nova análise de dados coletados naquele ano.   


Ao todo, 454 amostras foram reavaliadas com os mais sofisticados exames que existem atualmente e essas 31 apresentaram níveis de dopagem. O COI não informou quais esportistas foram identificados, mas comunicou que eles pertencem a seis categorias e são de 12 nações diferentes.   


Segundo nota divulgada no site da entidade, o foco dos novos testes foi "em atletas que tem potencial para estar nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016". "Todos os atletas que infringiram as leis antidoping serão banidos de competir nos Jogos Olímpicos do Rio". Ainda de acordo com o COI, foram realizados testes com amostras dos Jogos Olímpicos de Atenas (2004) e de Londres (2012). Esses resultados serão divulgados "em breve" pelas autoridades sobre o tema.   


"Todas essas medidas são uma poderosa arma contra as fraudes que nós não permitiremos vencer. Elas mostram, mais uma vez, que aqueles que fazem doping não têm onde se esconder. As reavaliações de Pequim e Londres e as medidas que foram tomadas após as alegações contra o laboratório de Sóchi são passos ainda maiores para proteger os atletas limpos, independentemente de qualquer esporte ou nação", disse o presidente do COI, Thomas Bach.   


A referência ao laboratório russo foi por causa de um grande escândalo de doping que atingiu vários atletas do país durante as Olimpíadas de Inverno naquela cidade. Uma denúncia apresentada pela Agência Mundial Antidoping (Wada) causou o fechamento do laboratório, além de uma suspensão contra a Federação Russa de Atletismo. Até o momento, o COI não anunciou se os russos poderão participar dos Jogos programados para agosto no Brasil.   


Segundo Bach, as amostras são guardadas por "10 anos" o que faz com que os "fraudadores não possam nunca relaxar". "Ao barrar tantos atletas dopados da participação no Rio, nós estamos mostrando mais uma vez nossa determinação em proteger a integridade das competições olímpicas, incluindo o laboratório antidoping do Rio", afirmou o mandatário. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos