Democracia no Brasil corre riscos, diz Sonia Braga em Cannes

CANNES, 18 MAI (ANSA) - A atriz brasileira Sonia Braga afirmou nesta quarta-feira (18) que a democracia brasileira está "em risco" e criticou a divisão política do país. As afirmações foram feitas em Cannes, durante a coletiva de imprensa do filme "Aquarius", que concorre ao prêmio principal do tradicional Festival de Cinema.   


"O Brasil de hoje está dividido como nunca esteve. Um fenômeno difícil de superar com uma democracia nascida da ditadura e com uma imprensa pouco objetiva. Essa divisão dá medo e há risco de fascismo. No governo há ministros corruptos e é justo que se demitam", disse Braga ao ser questionada sobre o protesto feito pelos atores do filme sobre a situação do Brasil.   


"Sabia do protesto dos meus colegas em Cannes, mas não sabia o que eles iriam fazer. Quando vi os cartazes no tapete vermelho, fique entusiasmada. Este protesto terá o resultado certo nas mídias internacionais, enquanto não fez algo assim naqueles brasileiros", disse ainda a atriz.   


Braga se referia aos cartazes com frases em inglês e francês com os dizeres "O mundo não pode aceitar esse governo ilegítimo", "Brasil está passando por um golpe de Estado", "Um golpe está acontecendo no Brasil" segurados pelos atores Humberto Carrão, Maeve Jinkings e o diretor Kleber Mendonça Filho. Dentro da exibição de "Aquarius", uma faixa com a frase "Interrompam o golpe no Brasil" foi estendida.   


Sobre o filme, Sonia Braga falou que sua personagem, Clara, mostrou seu ponto de vista sobre diversas coisas. "Clara, me deu a oportunidade de falar o que penso da vida porque sua filosofia é a liberdade. Clara tem tantas qualidades que eu gostaria de ser ela. Uma mulher que encontra a força de voltar a viver", ressaltou.   


- Crítica internacional: O filme "Aquarius" foi muito bem recebido pela crítica internacional. O jornal português "Publico" afirmou que "é o melhor filme apresentado até o momento" no Festival de Cannes.   


Já o britânico "The Telegraph", deu cinco estrelas para o longa e intitulou a matéria como "Aquarius vai fazer você querer se mudar para o Brasil". Chamando o filme de "metáfora" da sociedade brasileira, o também britânico "The Guardian" deu quatro estrelas para o longa de Kleber Mendonça Filho. O "Variety" seguiu a mesma linha e afirmou que o diretor é "alguém capa de captar a totalidade da sociedade brasileira em uma rua residencial de Recife através de um ritmo equilibrado e extremamente sofisticado". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos