Primárias em Oregon e Kentucky evidenciam racha democrata

NOVA YORK, 18 MAI (ANSA) - As primárias do Partido Democrata na noite de ontem (17) comprovaram que os eleitores ainda estão divididos sobre o apoio aos pré-candidatos Hillary Clinton e Bernie Sanders. Além de um placar apertado, os votos ficaram repartidos. A ex-primeira-dama e ex-secretária de Estado venceu em Kentucky, com 46,8% contra 46,3%, enquanto o senador de Vermont ganhou em Oregan por 53% a 47%.   

Mesmo com Sanders encostado nas primárias, Hillary ainda se consolida como a provável candidata democrata à Casa Branca nas eleições de novembro, por deter o maior número de delegados necessários para a indicação. Só que os números de Sanders evidenciam pontos frágeis da campanha da ex-secretária de Estado e as dúvidas que pairam entre os eleitores democratas. Para continuar na liderança dos votos, a ex-primeira-dama não pode escorregar nas próximas primárias e deixar Sanders vencer de novo. "Lutaremos até o último voto, em 14 de junho, e depois faremos nossa batalha na convenção partidária", disse Sanders a seus eleitores. Já para os republicanos, que realizaram primárias somente em Oregon, o magnata Donald Trump ficou com 66% dos votos, em uma votação sem outros adversários - já que a maioria dos pré-candidatos do partido desistiu da corrida eleitoral. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos