Nigéria resgata 2ª das 219 jovens raptadas pelo Boko Haram

ROMA, 19 MAI (ANSA) - Uma segunda menina das 219 sequestradas pelo grupo jihadista Boko Haram há pouco mais de dois anos foi resgatada. A informação foi passada à rede britânica "BBC" pelo porta-voz do Exército da Nigéria, Usman Sani Kukasheka.   

De acordo com ele, mais detalhes sobre a operação serão divulgados em outro momento. A notícia chega apenas dois dias depois de a primeira das 219 estudantes raptadas, Amina Ali Darsha Nkeki, hoje com 19 anos, ter aparecido.   

Ela foi encontrada por um grupo de vigilantes enquanto buscava madeira na floresta de Sambisa, na fronteira com Camarões, e carregava um filho de quatro meses. A área é um dos principais focos de atuação do Boko Haram, que luta para implantar um regime fundamentalista no norte da Nigéria.   

Inicialmente, o grupo havia sequestrado 276 alunas de uma escola em Chibok, mas, durante o transporte das meninas, 57 delas conseguiram fugir e voltaram para suas famílias. Agora 217 permanecem desaparecidas - o crime ocorreu em 14 de abril de 2014. No entanto, o surgimento de duas jovens reacendeu as esperanças de que as outras possam ser encontradas com vida.   

O rapto das estudantes causou uma comoção mundial e deu origem à campanha #BringBackOurGirls ("Tragam de volta nossas garotas", em tradução livre), promovida até pela primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama. Especula-se que muitas das jovens tenham sido obrigadas a se casar com jihadistas ou vendidas como escravas.   

O episódio atraiu a atenção para um dos grupos mais sanguinários da África, até então ignorado por boa parte do mundo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos